Polícia Política  
 

150x60<vazio>
Conheça nossas promoções!

Casa de Carne do Gaúcho é sua melhor opção, agora ampliada e com novos equipamentos



-
Conheça as poromoções do Pedronça


Aluga-se radio VHF - R&E Segurança


Falcão Segurança - Filial Conceição do Jacuípe


Justiça proíbe confinamento de jumentos acima da capacidade de frigorífico em Itapetinga

A Justiça determinou, em Itapetinga, ao Frigorífico Regional Sudoeste e à empresa Cuifeng Lin que não transacionem jumentos em quantidade superior à capacidade de abate da unidade fabril localizada no município, respeitando a escala previamente definida pelo frigorífico, e que não transportem ou recebam equinos sem a Guia de Trânsito Animal (GTA), devidamente emitida pelo órgão de defesa agropecuária. Foi determinado também que as duas empresas providenciem o bem-estar dos animais, disponibilizando alimentação, hidratação e acompanhamento médico-veterinário. A determinação atendeu a pedido liminar realizado pelo Ministério Público estadual em ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça Gean Carlos Leão. A decisão foi proferida na última sexta-feira, dia 21, pelo juiz Alerson do Carmo Mendonça.

Na decisão, o juiz determina ao Frigorífico que os animais recusados ao abate pelos fiscais do Ministério da Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Mapa) sejam confinados em local adequado, com tratamento condizente às nornas sanitárias, até que eles sejam liberados para o abate ou tenham outra destinação apropriada. O descumprimento das determinações implicam na suspensão das atividades das duas empresas. Conforme a ação civil pública, relatórios de fiscalização ambiental, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, apontam que foram encontrados currais superlotados, em um total de aproximadamente de 750 animais vivos, debilitados, sem água e alimentação, com fêmeas em procedimento abortivo, além de “diversos” animais mortos às margens do Rio Catolé ou espalhados pela Fazenda Barra da Nega.


MP recomenda série de medidas para evitar morte de jumentos e danos ambientais em Itapetinga

O Ministério Público estadual encaminhou dia 6/o0/18, recomendações à Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), à empresa Cuifeng Lin e ao Frigorífico Sudoeste para que sejam adotadas medidas que evitem mortes de jumentos e eventuais danos ambientais na Fazenda Barra da Nega, no município de Itapetinga, sudoeste baiano, onde foram encontrados animais mortos nos últimos dias.
 
O MP recomenda que o frigorífico encaminhe em 48 horas um laudo técnico sobre as condições dos animais e apresente as Guias de Trânsito Animal (GTA) e os exames sanitários dos jumentos localizados na fazenda. As recomendações fazem parte de procedimento instaurado para apurar supostas irregularidades no abate dos jumentos pelo Frigorífico Sudoeste, maus-tratos aos animais e eventual dano ambiental decorrente do confinamento e descarte dos equinos. Segundo o promotor de Justiça Gean Carlos Leal, autor das recomendações, vistorias preliminares realizadas a pedido do MP pela Adab e pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente constataram na fazenda a presença de 600 animais, “muito deles mortos” às margens do Rio Catolé, “possivelmente por debilidade causada pelo transporte e falta adequada de alimentação”.  O promotor aponta que no local onde estão os jumentos não há área de pastagem e instalações adequadas para abrigar elevado número de animais.
 
Os equinos são de propriedade da Cuifeng Lin, que alugou uma porção de terra na fazenda com a finalidade de abrigar os jumentos que seriam abatidos pelo frigorífico. Conforme as recomendações, “muitos dos animais” abrigados na propriedade rural não possuíam GTA, já que o destino final deles era o frigorífico. Segundo o promotor, isso demonstra a chegada ao município, de forma irregular, de uma quantidade de jumentos superior à capacidade de abate do frigorífico.
 
Outras medidas
 
O promotor de Justiça Gean Carlos recomendou à Adab a imediata suspensão da emissão de GTA de jumentos com destino ao Frigorífico Sudoeste, com exceção dos animais identificados pela agência que já estejam na Fazenda Barra da Nega destinados para abate. A suspensão deve durar até que a empresa saneie as inconformidades encontradas pelos órgãos ambientais. 
 
Ao Frigorífico foi recomendado que não realize novos abates até que haja o saneamento das irregularidades apontadas, a não ser dos animais identificados e liberados pela Adab já existentes nos currais da fazenda; que não receba novos animais, inclusive da empresa Cuifeng Lin, até que a situação seja totalmente elucidada, com a comprovação documental pelo frigorífico do cumprimento de todas exigências e condicionantes legais. Já à empresa Cuifeng Lin foi recomendado que não compre ou traga outros jumentos para o Frigorífico Sudoeste ou a quaisquer outras propriedades rurais em Itapetinga e que providencie água, alimentação e tratamento adequado, inclusive acompanhamento médico-veterinário aos animais, até a total recuperação dos jumentos que já estão na fazenda destinados para abate. Essa medida também foi recomendada ao frigorífico. .


MPF adere ao Setembro Amarelo com ações internas de valorização à vida

Setembro é mundialmente conhecido como o mês de prevenção do suicídio, o Setembro Amarelo. A campanha possui o dia 10 como a data mundial de valorização à vida. Em alusão ao movimento, o Ministério Público Federal (MPF) na Bahia (BA) contará com atividades internas de conscientização, entre os dias 20 e 28, e terá o prédio iluminado de amarelo até o final do mês.

As ações envolverão palestra sobre a prevenção do suicídio – incluindo orientações para que se preste apoio a pessoas que estejam passando por dificuldades – e rodas de conversas sobre a valorização à vida.

No Brasil, a entidade sem fins lucrativos Centro de Valorização da Vida (CVV) oferece apoio emocional, atendendo de maneira voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail ou chat 24 horas todos os dias.

Ligue 188 ou 141 (nos estados Bahia, Maranhão, Pará e Paraná), ou acesse www.cvv.org.br.



Bahia tem maior nº de mortes causadas por crimes violentos

A Bahia foi o estado que mais registrou vítimas fatais de crimes violentos no último ano. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2018, a Bahia, sozinha, concentrou 11% de homicídios com intenção de matar (homicídio doloso), assaltos à mão armada (latrocínios) e lesões corporais seguidas de morte. Os crimes, somados, compõem a categoria de crimes violentos.

Ao todo, 6.247 baianos foram vítimas fatais desses crimes, também conhecidos como Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). A Bahia tem mais crimes violentos seguidos de morte do que o estado de São Paulo, que concentra 45,34 milhões de pessoas e registrou 3.891 casos de CVLI, segundo o anuário.

A taxa alta pode indicar uma distorção dos dados ou ainda uma máscara posta para diminuir o o número de casos no estado do Sudeste. Além de numeroso, o número de mortes aparece estável no estado. Em 2016, o anuário apresentou a Bahia com 6.635 mil casos, o montante é, apenas, 388 maior que o revelado em 2017. No outra ponta da lista encabeçada pela Bahia, Roraima foi o estado que menos registrou Crimes Violentos Letais Intencionais.

Ao todo, 224 pessoas foram vítimas fatais de crimes violentos no lugar. A base de dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública levou em consideração informação de Secretarias Estaduais de Segurança Pública e Defesa Social, Polícia Civil, Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, Monitor da Violência do G1 e o IBGE segundo informções do Bahia Notícias.



MP-BA investiga servidores que se licenciaram para eleições, mas não disputaram pleitos

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) abriu dois inquéritos para investigar servidores públicos que pediram licença dos cargos para disputar as eleições de 2014 e 2016, sem que tivessem efetivamente participado do processo eleitoral. Segundo o Diário da Justiça desta quarta-feira (13/09/18), as apurações foram instauradas na segunda (10).

As investigações foram abertas após a PRE verificar irregularidades na candidatura destes servidores. No caso do inquérito sobre as eleições de 2014, 10 servidores estão sendo investigados. O Bahia Notícias apurou que um deles se candidatou a deputado estadual pelo PHS, mas acabou tendo a candidatura indeferida pelo TRE.

Já em relação à investigação sobre o pleito de 2016, o MP-BA não soube informar quantas pessoas são alvos do inquérito. Procurada, a assessoria de comunicação do MP-BA disse que não poderia fornecer os nomes dos investigados porque ainda está em fase inicial de averiguação dos casos. O órgão também não soube informar por quais cidades os investigados se candidataram em 2016, ano de eleições municipais para prefeito e vereadores.




Policia Militar de Amélia Rodrigues recupera veiculo roubado

Cidadãos fazem carreta em apoio a Bolsonaro em Conceição do Jacuípe

Em Santo Estêvao, Amélia Rodrigues e São Sebastião, Angelo Coronel se compromete, no Senado, com escolas e creches de tempo integral

Grupo Pró Pânico da show com motos em Cruz das Almas

Forças políticas de Conceição do Jacuípe dão apoio a Dep. Antonio Brito


PETO 05 captura assaltante em Amélia Rodrigues


Formandos 2018.2 da Estácio realizam culto ecumênico de formatura em Conceição do Jacuípe

Começou o Bazar beneficente da AMAI em Conceição do Jacuípe

Rua interditada por moradores a mais de 2 meses em Conceição do Jacuípe

Policia Militar captura dois elementos por roubo em Conceição do Jacuípe

Vereadores questionam gastos equivocados da prefeitura de Conceição do Jacuípe

Vereador Moises pede reforma de quiosques para acabar com arrombamentos em Conceição do Jacuípe
Fechar