Analisando as práticas sexuais na vida cristã
O sexo é uma criação de Deus. Quando Deus criou homem e mulher, ele dotou a cada um de nós de glândulas e órgãos sexuais. Embora a Bíblia seja a carta de amor de Deus ao homem, nela encontramos textos que ressaltam a beleza do sexo na vida de um homem e de uma mulher. O livro de Cantares de Salomão, por exemplo, é um livro que descreve a beleza da sexualidade entre um homem e uma mulher.
Na relação daquele casal havia espaço para as fantasias sexuais envolvendo o olfato (Cantares 4:10), as carícias (Cantares 7:3) e lugares diferentes (Cantares 7:12-13).

Note, porém que aqui falaremos de sexo, ou seja, a relação sexual propriamente dita, esperamos debater o tema tirando alguns tabus relativo a pratica sexual, comum no nosso mundo cristão.
Nota: Não podemos fazer amor, porque amor é um sentimento, podemos apenas senti-lo, não podemos nem fazer sexo, pois sexo é a diferença entre macho e fêmea, no maximo podemos manter relações sexuais.

Meditando em Efésios 5:5 Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicário, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Notamos o seguinte: fornicação é sexo entre pessoas solteiras, adultério é sexo com pessoa casada, porém fora do casamento. Então a relação sexual que agrada a Deus é entre um homem e uma mulher casados.
Primeiro: A Bíblia não fala sobre o ato sexual, mas sim sobre o relacionamento.

Isso quer dizer que: Na Bíblia não encontramos nada relativo à forma como devem ser a nossa relação sexual, se ela deve ser em pé, deitada, em cima, do lado ou embaixo; como é o caso do livro indiano Kamasutra, sendo assim para Deus o mais importante é o relacionamento entre o casal, ou seja, deve haver amor, respeito, fidelidade e confiança, o resto é criatividade do casal em quatro paredes que não cabe a ninguém de fora intervir.
Há três coisas que são maravilhosas demais para mim, sim, há quatro que não conheço: o caminho da águia no ar, o caminho da cobra na penha, o caminho do navio no meio do mar, e o caminho do homem com uma virgem. Provérbios 30: 18-19

Os livros e manuais de sexo como são os casos do Kamasuta, do Tantra dentre outros orientais, têm caracteristicas espiritualistas, ou seja, de troca de energias ou veneração a entidades e dinvindades, sendo assim a característica de proporcionar prazer é secundária, por causa disso a grande variação das posições e a dificuldade em praticá-las, pois elas seguem o exemplo da Yoga, na qual a posição é importante para a confluência de energia, no caso do sexo tântrico por exemplo a troca de energia.

Perceba na figura ao lado, que é uma mistura de posições do Kamasutra e do Tantra, existem posições mais difíceis e complexas, o grau de dificuldade em faze-la é enorme e o prazer mínimo.

Em Suma esse tipo de sexo é um ritual quanto o sexo na Biblia é considerado parte de uma relação entre marido e mulher

Relações sexuais – A história das proibições
Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada, proibindo o casamento, e ordenando a abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos com ações de graças pelos que são fiéis e que conhecem bem a verdade; pois todas as coisas criadas por Deus são boas, e nada deve ser rejeitado se é recebido com ações de graças; porque pela palavra de Deus e pela oração são santificadas.
Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Cristo Jesus, nutrido pelas palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido; mas rejeita as fábulas profanas e de velhas. Exercita-te a ti mesmo na piedade. I Timóteo 4: 1 - 7

O sexo em toda a criação de Deus tem como objetivo a procriação, exceto na humanidade que também pode gerar prazer. É aí então que entram os “santarrões” e os “fundamentalistas” dizendo: O sexo é só para procriar e se for feita uma relação sexual sem este objetivo, é pecado. Sendo assim o sexo oral, o coito interrompido, o uso de anticoncepcionais e etc. Tudo é pecado. Perceba que segundo o versículo acima as pessoas têm sua mente cauterizada (queimada), ou melhor, acreditam nessas doutrinas de espíritos enganadores, espíritos esses que rondam todas as igrejas, inclusive as evangélicas, não se engane.

Se morrestes com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos sujeitais ainda a ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: não toques, não proves, não manuseies (as quais coisas todas hão de perecer pelo uso), segundo os preceitos e doutrinas dos homens?
As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria em culto voluntário, humildade fingida, e severidade para com o corpo, mas não têm valor algum no combate contra a satisfação da carne. Colossenses 2: 20-23


Veja que essas doutrinas até parecem que combatem a carne, porém não tem valor algum para Deus, são apenas doutrinas de homens, basta ouvir alguém pregando contra alguma pratica sexual e você notará que o pregador não exibirá nenhum versículo relativo ao ato como, a exemplo do sexo oral, que muitos pregam contra, porém não existe nenhum versículo contrário a essa prática.
Nota: Como já foi dito a Bíblia é um livro de relacionamento, por isso ela condena o adultério, o homossexualismo, a fornicação, o desrespeito matrimonial e etc. Todos esses fatos são taxativamente condenados na Bíblia.

Alguns enganos atribuídos a Bíblia
Diz uma máxima: Tire um texto de seu contexto que teremos um pretexto.
Esse é o fato de haver tantas interpretações de textos, basicamente é que a pessoa quer justificar alguma coisa, então busca algo para dar apoio a sua crença. Veja abaixo alguns exemplos disso.

Coito interrompido e controle de natalidade

Ora, Er, o primogênito de Judá, era mau aos olhos do Senhor, pelo que o Senhor o matou.
Então disse Judá a Onã: Toma a mulher de teu irmão, e cumprindo-lhe o dever de cunhado, suscita descendência a teu irmão.
Onã, porém, sabia que tal descendência não havia de ser para ele; de modo que, toda vez que se unia à mulher de seu irmão, derramava o sêmen no chão para não dar descendência a seu irmão.
E o que ele fazia era mau aos olhos do Senhor, pelo que o matou também a ele. Gênesis 38: 7-10

Este texto acima é usado como base para os que acreditam que o controle de natalidade é pecado, porém note que a maldade de Onã era justamente não querer que o irmão morto tivesse descendência, naquele tempo não ter descendência seria como se fosse riscada da terra toda a memória daquela pessoa. Isso era puro egoísmo e ódio de Onã para com o irmão, que realmente não valia nada. Então este texto não é uma condenação de Deus ao controle de natalidade, nem ao método chamado de coito interrompido (onanismo).
Abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra. Gênesis 9:1

Outro texto que usam contra o controle da natalidade é este acima: A questão é aparentemente simples de resolver, Deus deu uma ordem: Encher a terra!!! Gênesis 1: 28 e Gênesis 9:1. Então responda você a pergunta: A ordem de encher a terra já foi cumprida ou não? Fato é que parece já estar a terra toda povoada, inclusive com superpopulação em alguns lugares como na Índia e na China. Também Deus não especifica quantos filhos temos de ter: Doze como Jacó ou dois como Isaque, sendo assim subentende-se que a escolha pode ser nossa.

Sodoma – Sodomismo é homossexualismo.

Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas... I Corintios 6:9
Entenda que sodomitas são pessoas que mantém relações sexuais com outra do mesmo sexo (homossexualismo), e é este o significado do texto, inclusive no grego. Porém devido a modificações na língua portuguesa, sodomia passou a ter o significado de sexo anal também, e não só homossexualismo como é na essência do texto bíblico, porém as novas traduções têm mudado a palavra para uma mais específica, que não se relacione com Sodoma. Que segundo alguns foi destruído por causa do homossexualismo. Com certeza Deus condena o homossexualismo e em Sodoma existia esta prática, porém a causa principal da destruição das cidades foi outra.
Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e próspera ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado. Ezequiel 16:49

Então podemos ter uma vida sexual evangélica saudável?
Levou-me à sala do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor.
Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor.
A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace. Cantares 2: 4-6

Claro que sim!!! Deus é bondoso, amoroso e alegre. Ele não quer de maneira alguma que nós sejamos infelizes e tornemos o nosso casamento como sendo apenas um lugar de regras: não toque, não faça, etc.
Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade. Provérbio 5:18. Alegresse no casamento.
Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vida vã; porque este é o teu quinhão nesta vida, e do teu trabalho, que tu fazes debaixo do sol. Eclesiaste 9:9. Felicidade matrimonial é uma grande alegria na vida.
Como corça amorosa, e graciosa cabra montesa saciem-te os seus seios em todo o tempo; e pelo seu amor sê encantado perpetuamente. Provérbio 5:19. Busque satisfação no casamento sempre.

Desfazendo alguns mitos evangélicos
Arrume-se e cuide de seu corpo para o seu cônjuge.

A Bíblia fala que o corpo e templo do Espírito Santo I Corintios 6:19, sendo assim temos que zelar por ele, inclusive com o que “entra nele” (desculpe pelo eufemismo). Inclusive Deus condena a prostituição como um pecado contra o próprio corpo. I Corintios 6:18. Porém no casamento já que os dois são uma só carne e lícito dar prioridades ao cônjugue.
Pois quero que estejais livres de cuidado. Quem não é casado cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor, mas quem é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar a sua mulher, e está dividido. A mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santas, tanto no corpo como no espírito; a casada, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido.
E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma. I Corintios 7: 32-35

Note aqui que no texto Paulo, que era viúvo, não está condenando o casamento, mas afirmando que depois de casado a pessoa terá de cuidar do seu cônjuge, desta forma ficará dividido, com mais uma obrigação, além das obras do Senhor. Claro que se a pessoa, segundo Paulo, preferir não casar será melhor para a obra de Deus, porém não peca se casar. Porque é melhor casar do que abrasar-se (queimar de desejo). I Corintios 7:9.
Desta forma não é pecado cuidar do seu corpo para seu(a) amado(a), veja o exemplo de Ester:
Ora, quando chegava a vez de cada donzela vir ao Rei Assuero, depois que fora feito a cada uma segundo prescrito para as mulheres, por doze meses (pois assim se cumpriam os dias de seus preparativos, a saber, seis meses com óleo de mirra, e seis meses com especiarias e ungüentos em uso entre as mulheres)... Ester 2:12
Ester passou um ano cuidando de sua beleza para que o rei Assuero se agradasse dela e Deus abençoou este entento, note que Assuero não era Judeu, nem convertido, mas Ester passou a ser a rainha dele. Porém se você quer exercitar sua fé e imaginação, visualize como seria se Ester simplesmente se colocar em jejuns, orações e santificação por um ano, apresentando-se diante de Assuero sem este aparato, simplesmente esperando um milagre de Deus. Difícil imaginar o que aconteceria. Porém é o que muitas esposas fazem, não se cuidam, não se arrumam e esperam que seus maridos se sintam atraídos por elas. Creio que seria melhor fazer como Ester fez pelo menos para dar menos trabalho para os anjos.

Um casal cristão, pode cultivar fantasias sexuais?

Antes de mais nada, as fantasias sexuais pertencem ao imaginário sexual de todo homem e mulher e elas envolvem os cinco sentidos: o olfato, a visão, o tato, o paladar e a audição.
Todas as pessoas sexualmente ajustadas, podem ter, mesmo que nunca tenham experimentado, algum tipo de fantasia sexual.
Elas estão presentes no imaginário masculino e feminino para aumentar o prazer sexual, pois induz à excitação e em alguns casos faz com que o ambiente sexual do casal se torne divertido.
Além de proporcionar ao casal uma variação nas relações sexuais, as fantasias sexuais são excitantes porque ativam o cérebro. Durante o processo da fantasia sexual, o hipotálamo libera uma grande descarga de noradrenalina, endorfina, dopamina na corrente sangüínea. Todas essas substância estimulam o desejo sexual, além de proporcionar euforia e bem-estar.

Os limites bíblicos das fantasias

Muitos desenvolvem fantasias sexuais que não são permitidas para um casal cristão. Desejar participar de sexo grupal, que é uma fantasia sexual, a Palavra de Deus é contrária.
Deus instituiu o sexo para ser desfrutado dentro do casamento e com o cônjuge exclusivamente (Lv 18:20; Pv 5.15; Hb 13:4).
A Bíblia também condena o sexo entre pessoas do mesmo sexo (Lv 18:22), com animais (Lv 18:23) e com parentes próximos (Lv 18: 6-18).
Na verdade a regra é simplesmente o respeito o amor mutuo.

Conclusão

Basicamente nos somos crentes em Cristo e buscamos a santidade, porém o sexo é carnal, pois a Bíblia diz que serão os dois uma só carne. Gênesis 2:24; Mateus 19: 5-6; Efésios 5:31. Desta forma para nós é difícil legislar sobre a carne que combatemos.
Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis. Gálatas 5:17.
Estas lutas esporádicas que se dão no casamento são as tribulações que Paulo relata.
Mas, se te casares, não pecaste; e, se a virgem se casar, não pecou. Todavia estes padecerão tribulação na carne e eu quisera poupar-vos. I Corintios 7:28.
Porém temos de colocar em nossas mentes evangélicas, que o casamento é uma benção de Deus, e que o sexo também o é no casamento. Sendo assim Deus quer que sejamos muito felizes no casamento e tenhamos muito prazer sexual, orgasmos e diversão, coisas estas que nunca macularam o casamento, muito pelo contrário.

Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará. Hebreus 13:4

Por Rubens Silva Aguiar
Editor@jacuipenoticias.com
Voltar a página inicial

Comentários:

Bem, tenho três anos de casada, tenho 22 anos e meu marido 33. Quando o conheci ele já era convertido batizado e tudo, eu não era evangélica mas sempre temi à Deus no entanto meu marido foi quem me levou a um culto no qual era culto do amor para namorados casados e quem procurava alguém. já havia participado de cultos antes de conhece-lo apenas não havia me convertido. Após isso passei a frequentar os cultos aceitei Jesus e depois que me casei me batizei. Bom acontece que quando no conhecemos eu era virgem mas perdi minha virgindade com ele antes do casamento. Ele também me confessou que sua maior tentação era sexo pois não conseguia viver sem, ele tem dois filhos cada um com uma mulher e nenhuma de casamento. Bom acontece que ele tem um forte desejo por sexo anal e ja esperimentei não fazer, por alguns dizerem que é errado, conclusão ele acabou me traindo não me separei mas já não sei o que fazer.


muito bom ,ainda nao concordo com o ato anal e oral..mais isso vai de cada um ..porem um texto muito esclarecedor parabens

jamile


Me ajudou muito na abordagem sobre o assunto para clientes evangélicas! Parabéns pelo esclarecimento!

Thalita


excelente abordagem;esclarecedora principalmente a jovens casais .linguagem moderna e agradavel sem apelações.
espero que mais pessoas tomem conhecimento de que o amor de Deus é presente até nesses detalhes que tornam nossa vida conjugal melhor!parabéns!

alessandra


Muito boa a matéria, vejo que mesmo hoje com tantos esclarecimentos e acesso a informação, existe muitos tabus entre cristãos com relação ao sexo, muitos devido as formas de interpretação dos textos bíblicos referentes ao assunto, na minha modesta opnião de cristão com 20 anos de casado, o q pode ou não dentro da intimidade de um casal vai da conciência de cada um com limite no amor e respeito um pelo outro.

Flávio


Parabéns pelo conteúdo do assunto e a forma abordada. É preciso encarar o sexo como dádiva divina ainda que carnal, embora a união do casal seja mais do que isso. Contudo, respeitando a liberdade de cada um, sou totalmente contrário a qualquer prática sexual que fuja ao "uso natural". O homem e a mulher são constituídos de orgãos sexuais anatomicamente apropriados para a prática sexual. Não é a boca nem o anus. Ainda que cientificamente não haja impedimento para o uso da boca, isso não é natural. A prática anal por sua vez tem a condenação cientifica (é só perguntar a um médico). A Bíblia não diz tudo, mas diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem tudo me convém".

Pr. Jutaí Nunes - PIB em São Caetano - Salvador-BA


Deus nos chamou para vivermos em novidade de vida, e não para termos uma religião. Creio que o motivo de muitas pessoas ainda terem esse tabú sobre a vida conjugal, é porque ainda não entenderam o propósito supremo de Deus para as suas vidas. Deus não nos chamou para termos uma religião, pois a religiao escravisa o homem com regras e preceitos humanos. A religião dita a sua doutrina particular (pensamentos) e condena os demais.

José


Acho muito interessante essa matéria ser abordada com tamanha clareza, nos dando a condição de vermos que é possível vivenciarmos um relacionamento sexual no casamento sem medo, sem culpa e sem pecado.

Virgínia Aguiar


De muito proveito esta matéria pois só se aprende lendo e meditando naquilo que o Senhor tem de melhor para o nosso casamento.
Que Deus abençoe e continue iluminando trazendo a tona matérias tão interessante nesse jornal.

Rejane


Achei interessante a matéria, pois alguns tabus precisam serem quebrados, e é sempre bom estarmos sendo conduzidos em tudo que vamos fazer, à luz da Biblia, e principalmemte em relação a área sexual.
Deus abençoe vocês ricamente.

Celso Alves