Prefeita de Conceição do Jacuípe manda projeto para a Câmara com o nome de Amélia Rodrigues

O Projeto dos resíduos sólidos, ou como foi nomeado na Câmara de Conceição do Jacuípe, “projeto do lixo” ou ainda “ Taxa do Lixo”, já tramita desde 2015, repleto de erros e muitas duvidas, retornando varias vezes para a prefeitura que não conseguiu enviar um projeto perfeito, mesmo pagando a uma empresa “especializada?” para o fazer.

Os erros e duvidas, anteriormente, erram gerados pelas taxas e multas, além dos detalhes técnicos, mas desta vez, o erro apontado na sessão desta quarta-feira, 11 de outubro de 2017, foi mais grosseiro, pois o nome da cidade foi trocada de Conceição do Jacuípe para Amélia Rodrigues.

O projeto foi reapresentado na Câmara sob a alegação de urgência devido a exigências Federais, pois, segundo a secretaria de meio ambiente, sem este projeto aprovado, a prefeitura não poderá receber investimentos no setor do Governo Federal. Entretanto alguns vereadores discordaram dessa justificativa, alegando até que a prefeitura já perdeu os prazos.

 

 

O Vereador Pedro Andrade relatou os erros no projeto, e a Vereadora Flávia, que sempre se manifestou contra as taxas, chegando mesmo, em outras entranças deste projeto, as taxas serem removidas, porém a Vereadora relatou que o projeto foi mudado mais uma vez, não podendo assim ser votado em urgência urgentíssima.

 

O Presidente da Casa, Vereador Edinilson, marcou uma sessão extraordinária para a próxima quarta-feira, depois da sessão ordinária, onde as comissões devem se reunir previamente, buscando acertos e correções para que o projeto seja votado.

O Vereador Edinaldo se mostrou favorável ao projeto, porém é contra a urgência na votação deste projeto, relatando que isto já erra previsto, devido a inoperância da prefeitura.

 

 

A Vereadora Juliene relata que mesmo tendo uma empresa paga para fazer um projeto ambiental, empresa especializada, este projeto tem falhas grosseiras.
Também o vereador Moises relata que a prefeitura tem adotado ações de perseguição, sendo que falhas neste projeto tem relação com esta postura perseguidora, que os vereadores sempre serão independentes da prefeitura.

Abaixo o documento assinado pela prefeita, onde o nome da cidade esta trocado: Assinou sem ler? Ou não deu importância ao documento?

Fora deste tema, na sessão o vereador Jodilson Cerqueira, pediu que a prefeita procurasse o DNIT para este fazer ações educativas de transito na cidade.


-Comente esta notícia dê sua opinião!
Nome:

E-mail:

Comentário:
- Oferecimento: ID Profile, a identidade virtual que você precisava! www.idprofile.org .
Nenhum comentário foi postado via Jacuipe Notícias, seja o primeiro a comentar!

©2009 Jacuípe Notícias, todos os direitos reservados

Jacuípe Noticias