Mãe vai à Câmara de Amélia Rodrigues dar explicações sobre caso da guarda municipal

A Câmara de Amélia Rodrigues tem se notabilizado como um plenário aberto para a população, onde cidadãos tem se manifestado de forma publica e abrangente, onde na sessão anterior moradores dos Campos e Quatro Estradas se manifestaram pedindo melhorias, sendo que na sessão desta terça-feira, 07 de novembro de 2017, usou a tribuna a senhora Edneide de Jesus, para explicar um incidente acontecido no domingo, na fazenda Campos.

 

 

Segundo a senhora Edneide, o fato não aconteceu bem como noticiado, sendo que seu filho na verdade foi baleado por prepostos da guarda municipal, ao contrario do que foi dito, onde os preposto foram recebidos a tiros.
O filho da Srª Edneide foi baleado de raspão no peito, recebeu socorro e esta com saúde estável.

Alguns vereadores se manifestaram sobre o caso, dentre eles Irajá, Verônica e Tatainha (Jonilson), este informou que o evento não foi elaborado por um cidadão da comunidade, e não por vereadores, como tem se ouvido em alguns locais.

- Comente esta notícia dê sua opinião!
 Nome   
 Assunto do contato   
 E-mail   
 Mensagem   
 Endreço   

 

http://www.linkws.com

 
Comentários:

fica dificil mesma isto e muito grave picipalmente para o poder executivo deve toma providencia logo antes que fatos piores aconteça ja esta se visando isto estes pessoal sem treinamento para uso de arma de fogo e muito perigoso convoca jente uma reuniao

Eu ,primeiro sargento da Marinha ,Belmon, venho expressar minha indignação com a atitude dessa guarda, primeiramente esses cidadãos tem porte de arma e a autorização para usá-las em serviço.eles são policiais? Tudo errado.
Joedson Belmon

Rapaz eu acho que nenhum GM tem porte de arma ou tem pq nem treinamento esses caras tem

so rindo

O grande agravante da guarda municipal de Amelia Rodrigues,os guardas se acham policias todos eles sem tirar nenhum. o tal do ****** e muito ousado, um bando de analfabeto tem que ser guardinha de prefeitura mesmo pois para ser policial tem que estudar.

Mae vc temque pricura a primotoria da cidade.isso e umabsurdo se ese tiro pega e eu filho as lagrimas eram apenas sua. dai os jornais iria dizer que sneria apena umvagabudo.procure a Promotoria do forum da cidades.

ITAPICURU

QUE VERGONHA

á que eles foram recebidos a pedradas e a função deles não é essa, por que eles não chamaram a quem é de direito para tomar as providências cabíveis (A POLÍCIA). Os guardas não tem repertório para descrever a história por isso percebe-se as incógnitas.

Flávia

Eles atiraram e o menino já estava montado no cavalo, necessitou de ajuda para descer, assim como o rapaz foi baleado qualquer pessoa poderia ter sido pois a festa estava repleta de crianças, jovens e idosos.

Quero saber se essa mãe irá ficar desprotegida, senhores vereadores façam alguma coisa. Procure o Ministério Público Dona Neide. O tiro foi de perto, no treinamento eles aprendem isso, falta de respeito, população revoltada com isso.

Na hora de comer encher a barriga de acaraje, churrasco e feijoada não foram recebidos a pedradas. O comentário que se ver aos quatro cantos da cidade é que eles estão tirando onda de polícia. Vá em Se Liga Bocão senhora, pra serem exonerado do cargo


©2009 Jacuípe Notícias, todos os direitos reservados

Jacuípe Noticias