Indivíduo apresenta arma após aperto das polícias militar e civil de Amélia Rodrigues

Na manhã do dia 27 de maio de 2019, uma guarnição de policiais militares em rondas de rotina por Amélia Rodrigues, abordaram o indivíduo Lan Gerfone dos Santos,  pelo fato do mesmo ser suspeito da autoria de alguns roubos realizados neste município, bem como fornecer suporte para investidas criminosas.

Procedida a revista no mesmo, nada foi encontrado. Com autorização do abordado foi feita a consulta em seu aparelho celular, e durante esta, foram encontradas diversas fotos que relacionavam a pessoa do mesmo à facção BDM e outras onde este aparecia de posse de um revólver calibre 32.

Imediatamente, o mesmo foi conduzido a DT de Amélia Rodrigues onde foi registrada a respectiva ocorrência e tomadas as declarações do indivíduo. Questionado pela autoridade policial sobre a procedência da arma, este começou a contradizer-se até que, em dado momento, confidenciou aos policiais que a mesma pertenceria a um indivíduo, seu amigo de infância, alegando que este teria chegando um dia chegou em sua residência e pedido ao interrogado que guardasse a arma, sem explicar onde havia adquirido a mesma e também porque ele estaria andando armado.

Que o interrogado resolveu não questionar mais o amigo por conhecê-lo de longa data, e por entender que não teria problema algum já que o amigo pegaria a arma no dia seguinte.

De posse dessas informações, uma equipe de policiais Civis e Militares saíram em diligências procurando localizar este amigo, o qual, ao tomar conhecimento que estava sendo procurado passou a homiziar-se em residência de parentes.

No dia seguinte, 28 de maio de 2019, na primeira hora da manhã, ele compareceu a esta delegacia acompanhado de sua advogada e de seus familiares, onde foi interrogado e apresentou a arma em questão juntamente com quatro munições.

Em seu interrogatório, disse que a arma pertenceria seu tio, e alegou que a mesma estaria quebrada, e que somente estaria consigo em virtude de seu tio ter lhe confiado a mesma para que providenciasse o conserto desta. Disse que só deixou a arma com o amigo pelo fato de Ian gostar de armas de fogo e para que não ficasse transitando com a mesma pelas ruas. Instaurou-se o inquérito policial para apuração do fato.

O comandante da PM pede que a população denuncie mais para que a Polícia possa fazer um trabalho cada vez melhor.
(75) 9.8231-8231( WHATSAPP): 9.9107-3307; 9.8267-6466; 3242-2111.
PC: (75) 3242-3928
(Amélia Rodrigues)